Futilidades cômicas da década de 90

Sempre condenei os meus pais pelo fato de ter nascido na pior década de todas. Os anos 90 não encheram de orgulho toda a civilização, mas na semana passada, pude rir bastante das situações que ocorreram em minha infância neste período.
Estava passeando com Luísa Marcelle no centro da cidade, quando paramos na frente da vitrine de uma loja de calçados. Confesso não ser do meu feitio admirar futilidades, da vitrine que mais namorei, só aquela da papelaria do Barbalho que fechou há poucos meses. Mas depois da Lu se encantar com os scarpins e as sapatilhas, nos direcionamos para as sandalinhas infantis.
- Hoje em dia tem tudo: Barbie, Moranguinho, Betty Boop, Hello Kitty… Confesso que só não compro esses sapatos porque meu pé já passou dos 37. – Comentou ela.
- Lembra de quando éramos pequenas? Desse marketing de calçados, só existiam os da Carla Perez e da Scheila Carvalho! – Respondi.
- É mesmo! E era tão ridículo! Basicamente um tamanco de madeira com uma tira de couro em cima e a assinatura de uma das “beldades” do É o Tchan!
- E o pior de tudo era que, se não fôssemos dotadas de tal materialismo, éramos excluídas de qualquer círculo social do jardim de infância!
Rimos. E depois começamos a listar todo o universo infantil que embalou aquela época. E novamente, Luísa começou:
- E as roupas e bonecas Chiquititas?
- É verdade, eu me lembro. Mas de nossa sala, só Rebeca tinha a roupa. E pensar que todas nós queríamos aquele vestidinho de orfanato! Um trapinho quadriculado verde e cinza. Parecia um pano de chão!
- Pois é. E as bonecas eram terríveis. A da Milly conversava, mas nada tinha a ver com a atriz que interpretava ela. Ficou muito diferente.
- E as bolsas, Lu? Vendia na porta do colégio. Parecia uma mini-almofada com um pedaço de papelão com a foto da novela coberto por um plástico do lado de fora!
- Parecia não, era isso mesmo!
- Mas a bolsa do Piu-Piu e Frajola eu gostava. Era de pelúcia amarelinha. Fofo, uma graça.
- Concordo. Mas a coisa só melhorou com a chegada de Jéssica Lins. Ela inseria a moda no colégio. Não é à toa que hoje está desfilando…
- Lembro. A escola inteira passou a ter mochila com rodinhas por causa dela.
- Mas ela tinha as melhores. Começou com Sandy e Júnior, ela era fanática. Mas eu gostei daquela da Barbie que ela usou na quarta série, não era linda, Nina?
- Fala sério! Foi um desperdício de dinheiro! Aquela mochila custou setenta reais. E ela só usou por um ano. No ginásio, como se sabe, mochila de rodinhas é suicídio social!
Rimos ainda mais alto e, dessa vez, foi minha chance de relembrar:
- Quando chegamos na quinta série, aquele bando de pirralha magricela que nós éramos se comportava como as garotas da oitava. Caderno fichário no braço com a capa do Leonardo di Caprio e mochila bolha rosa ou laranja nas costas. Era lei.
- Ah meu Deus, mochila bolha! Como fui me esquecer?! Jéssica também lançou essa moda! Era pequena, colorida e inflável. Algumas a gente podia encher com água.
- Pois é. Até o dia em que os meninos chegaram com agulhas e espetaram a mochila dela! Foi água para tudo quanto é lado! E a bota de inverno da Xuxa combinadas com meias preta e branca que iam até os joelhos?
- Nossa, parecia que ia nevar no Brasil! Mas eu achei legal a moda da meia-calça com sapato-boneca da Melissa que a senhora, dona Nina, inventou!
- Ah, era meio antigo, mas também ficou discreto. E combinava com a saia do uniforme escolar. Ficava divertido, colegial. E até a diretora aprovou o “bom comportamento das vestes”!
Lembramos de outras coisas, como os esmaltes laranjas e as gravatinhas à lá Avril Lavigne. Também haviam as xuxinhas de pelúcia e os cadernos com adesivos. Minha irmã diz que a adolescência dela (que foi nos anos 90) havia sido um tédio. Na realidade, a época se resumia nas especulações de uma tecnologia mais avançada no novo milênio; o sucesso mundial que Gisele Bundchen estava começando a fazer; e a internet que, até aquele momento, estava começando a surgir nas casas do mundo todo. De descobertas e outros avanços e mesmo sem feitos importantes, mais uma década que ficou na história.

About these ads

15 comentários sobre “Futilidades cômicas da década de 90

  1. Bem, nos anos 90 eu era adolescente, e entre nós havia uma grande preocupação em se “vestir bem”, roupas de marca. Vestiamos, e não tinhamos mais dinheiro para nada. E nem bonitas as roupas eram. A moda era ir em danceterias nos fins de semana. Fui poucas vezes. Dessas que se chega em casa no dia seguinte, pela manhã, só para se ter algo para contar aos amigos na segunda-feira. Mas nesse tempo eu estava mais engajado na igreja. Ainda bem que me livrei de tudo isso. Hoje penso, se não fosse pelo aprendizado e pelas boas pessoas que passaram e/ou ficaram em minha vida, poderia sim dizer que foi uma década perdida.

    beijos grande a ti

  2. Ai anos 90… é tão bom essa seção nostálgica! haha *.*
    “bom comportamento das vestes” uhauahauhuhau
    Beeijo ;**

  3. Não! Você escreveu sobre a minha época no colégio, confessa! hahahahahahahhahha

    “Quando chegamos na quinta série, aquele bando de pirralha magricela que nós éramos se comportava como as garotas da oitava. Caderno fichário no braço com a capa do Leonardo di Caprio…”

    Aah, essa época tão deliciosa não volta mais…

    Ri horrores com o texto! rs
    Beijão

  4. Confissão:
    Naquela época odiava o grupo É O TCHAN. E hoje sou colega da Carla. O mundo da voltas.
    =]

  5. Minha época de colégio era exatamente isso! Mas no caso não eram os tamancos da Carla Perez, mas sim umas sandalias (que viravam tamanco – isso deve ser um tipo de lugar comum) da Xuxa que eram de plástico e davam bolhas nas solas dos pés! =D

  6. cara! Eu fui lendo e copiando as partes que eu ria, mas desisti, se não eu ia copiar o texto todo

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    muito foda! Mas nostalgia é foda, quando a gente olha pro passado e ver as merdas aí a gente pensa: É… Meu passado me condena!
    hehehehe

  7. Hahaha nossa NIna eu ri demais. Eu lembrei de cada coisa, tanto da escola quanto de fora da escola, por exemplo, era moda entre os “músicos” ter certos tipos de instrumentos e acessórios, coisas que eu não podia ter. Daí, eu era um marginal =P.

    São coisas pequenas, mas que têm tanto efeito em nós. De certa forma nos moldam…

    E você continua arrebentando nos textos. Eu estava de férias mas estou voltando agora.

    Bj!
    Inté!

  8. Putz! Dos anos 90 eu prefiro lembrar só das Barbies e do Doug Funnie.. o resto nos condena!!
    Bjo

  9. eu nasci nos anos 80.
    Tá… no finalzinho…… nasci em 88.
    Mas minha infância inteira, que eu lembro beeeeem, foi nos anos 90.
    Não foi tão ruim, mas com certeza os anos 90 não influenciaram em nadaaaaa a moda e os costumes.
    Nos anos 20 temos aqueles chapéus elegantérrimos.
    Anos 30 aquelas bolsas chiquérrimas.
    Anos 40 aqueles sapatos de saltinhos fofinhos.
    Anos 50 e 60 temos as melhores músicas e as roupas mais lindas, os vestidos mais perfeitos.
    Anos 70 e 80 o rock nacional fez sucessooo. Juntamente com a bossa nova, a tropicália, a jovem guarda.
    Agora, anos 90, pqp……. heheheh

  10. kkkkkkkkkkkkkk
    fiquei triste, eu nunca tive uma mochila bolha. Outra coisa que lembro da minha época de adolescente dentuça e magrela é do caderno com folhas pretas do filme Star Wars que minha mãe nunca me deixou ter pois dizia que era coisa de maconheiro.
    huahauauaua

  11. Nossa Nina, me espanto com a velocidade com que as coisas passam. Já estamos nos dias em que comentamos a década de 90 como se fosse um passado tão remoto. Pra mim foi normal, não teve essa badalação tão especial. Eu nunca fui de seguir moda ou de ser influenciado por tendências mesmo. Mas observei muito como essas futilidades entravam nas casas das pessoas. Mas tem que ver que cada época tem os seus contras, afinal, sempre tem aquelas pessoas fúteis.
    Hoje se tu ver a coisa anda até pior. Cada um agora “fica no seu quadrado”. Tsc tsc.

    As pessoas hoje dão um “Créu” no sentido da vida.
    Antes as sandalinhas da Sheila a isso. rsrs

    Beijos
    ;)

  12. kpoaskpokpokposkaposka
    Minha viiiiiiiiiiiiiiiiida relatada em um blog!
    Anos 90 *–*
    eu vivo dizendo que queria ter visto Raul seixas, cazuza … mas quando lembro de quanto fui feliz mudo de idéia!

    beijos :*

  13. ………adorei tudo q precisi tava aqui mesmo……..
    quando eu quiser alguma coisa vou vim logo aqui
    sabe por que?porque tem varias opiçoes novas
    adorei bastant muito obrigada pelas
    POSIBILIDADES
    VOUTAREI AMANHA
    ” CAROL”

Fale com ela:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s