Interrogações

escrevendo

Onde estão as minhas merecidas férias e o meu empenho para a escrita? Em qual gaveta da escrivaninha foi parar a minha veia literária? Como e quando se perderam a inspiração e o significado das palavras? Por quê “inócuo”, “crepúsculo” e “amoral” já não fazem nenhum sentido? Onde estão as canetas Parker, a pena e o tinteiro? Os verbos, os pronomes foram varridos para debaixo do tapete? O sujeito indeterminado está atrás da porta? Cadê os pseudônimos, personagens e adjetivos? Cadê a minha revolta, o meu amor pelas palavras? Estará embaixo do travesseiro as minhas ironias e frases feitas? E o dicionário, onde está agora? As crônicas, os contos, os versos – em qual gaveta? As frases, a oração, o advérbio – em qual porta? Por quê a minha cabeça está tão vazia hoje? Por quê nem vontade de ler eu tenho? Por quê o lápis está pousado nesse papel branco e sem rabiscos? Por quê há mais reticência do que ponto final? Para quê esse excesso de vírgula e de interrogações?

Anúncios

10 respostas em “Interrogações

  1. Muitas perguntas, não tenho respostas. ;)
    Muito obrigada pela força lá no blog, viu?
    Bjitos!

  2. Oi Nina,

    quer saber? As vírgulas, reticências, interrogações, dizem mais sobre a gente do que as próprias palavras. Difícil é falar de tanta coisa que explode no peito. Difícil é ser sempre coerente, poeta. Às vezes, é preciso ser como a menina do seu texto: desabafar em interjeições. Mais fácil. Mais verdadeiro.

    Um beijo!

  3. Haha, queridinha… Mesmo sem nada pra escrever, você continua escrevendo incrivelmente bem e se expressando de um jeito otimo!
    Beijo

  4. ahsuhsuahsuahsu

    eu ri da foto, viu?
    a fotografia está linda, mas esse cara ou essa menina, sei lá o que é isso! kkkkkk muito emo

    Mesmo dizendo que está sem inspiração vc ainda consegue fazer um bom texto.

  5. Sei como isso é horrível, essa coisa de bloqueio criativo. Eu estou com tantas histórias na cabeça pra escrever, mas é só eu pegar um papel ou sentar aqui no pc que tudo some ou qualquer coisa que eu escrevo parece extremamente ridícula.
    Beijos

  6. Eu jah estou apenas com uma coisa na cabeça ultimamente e sobre ela jah escrevi. Depois espero voltar a pensar normalmente.

  7. Pingback: FLÂNERIE-ANDO « MEIAS PALAVRAS…

Fale com ela:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s