Autora visita escritora amadora

“Vagueio,não navego na internet (não sei fazê-lo). E de repente lhe encontro, me encontro, nesta dor tão fatalista e tão conformada. Continuo, pretensiosamente, gostando do que escrevi.”
:: Normalice Souza

Abri o blog, como de costume, em uma manhã cinzenta, gris. Vi os comentários recentes e um nome conhecido – porém distante, passageiro, nome que repousa ali, em minha estante, junto com alguns livros que roubei da biblioteca do colégio (sim, continuo com o meu ato criminal, pecaminoso, marginal).
Canção Inglesa é um livro de capa azul que repousava empoeirado na quinta prateleira da nunca visitada biblioteca da escola. Eu me negava a lê-lo. Livro de poucas páginas não me interessam. Mas eram contos e crônicas e eu queria uma leitura leve para um fim-de-semana em pleno abril.
Me encantei de imediato, só precisei abrir o livro e o título me interessou muito. Eu estava naquela fase (estou ainda) de romances do século XVIII e crônicas que falam de amores frágeis e feridos.
Ali eu tive a certeza: Normalice Souza escreveu aquele livro para mim. Não tive dúvidas. Inconscientemente, sem pensar, mas escreveu para mim.
Ela me encontrou porque eu havia publicado aqui um trecho da sua crônica Vida Suicida, que serviu de base (inspiração mesmo) para a minha crônica Vozes do meu rádio. Ela provavelmente pesquisou o próprio nome no Google e encontrou minha postagem. E aqui comentou. Fiz a mesma pesquisa, mas encontrei pouco dela. Nenhuma foto, aliás. E gostei disso. Porque Normalice é um mistério visitante e assim quero que permaneça.
Eu não sei quando essa boa alma retornará sua visita. Nem mesmo sei se o fará. Mas gostei muito. É a primeira vez que uma escritora de verdade vem até mim, geralmente sou eu quem corro atrás dos autores que gosto (e sem receber respostas, tudo bem). Quis retribuir da melhor forma, já que ela não deixou contato.
À Normalice, muito obrigada, seja muito bem-vinda e volte sempre que quiser ler esses devaneios, crises, crônicas mal-feitas e tudo o mais que eu tento agradar (e muitas vezes nem isso) e que tento aprender (com os meus erros).

Anúncios

15 respostas em “Autora visita escritora amadora

  1. Nina, td bem?
    Mto legal a visita que vc recebeu!!

    To aqui tb pra te mostrar meu outro blog. Enquanto o Reticências está paradinho…
    Beijo!

  2. Opa!

    Que boa nova, que coisa bonita que só mesmo a net possibilita!!
    Aplausos para vc com esta sensibilidade toda de sempre e que se renova em apaixonantes posts… e pra esta sua leitora que escreve que apareceu por aqui mostrando que além de tudo é humana como todos nós! Beijos e parabéns!!!

  3. Olá, Daniele.
    :D
    Fiquei muito feliz com sua visita lá no meu blog.
    Também gostei muito do seu. Passarei por aqui mais vezes, viu?

    :*

  4. É, as aparencias enganam.. haha
    E o livro parece msm bom.
    ‘Amores frágeis’ e feridos… hehe
    Beijo

  5. nossa, seus posts so tao gostosos de ler x3 sabe que, sinto muits vezes essa sensação de “esse livro foi feito pra mim” é uam coisa engraçada como as pessoas se encontram nas palavras de outréns.

    adorei aqui x3 beijos linda x3 e muito obrigada pelo seu comentário no meu blog, me senti *-*

  6. Nossa, que super legal isso! Fico imaginando como reagiria caso o Antônio Prata chegasse ao meu blog. OH doce sonho.
    beijos

  7. Ah, que bonito isso. É mágico…
    É aí que paro pra pensar que esse mundo é miúdo mesmo.

    Uma sorte imensa a sua!
    Tomara que ela volte!

    Beijo

  8. Não te conheço, mas passei por aqui e acabei lendo a sua história.
    Adoro ler crônicas e contos, e ia pirar se alguns dos meus escritores favoritos viesse falar comigo!
    Nossa, que demais isso.
    A internet tem alguns pontos ruins, mas tantos bons, e esse é um deles, né?
    Se ela comentou, foi porque gostou do que leu!
    Parabéns, e agora é desejar que ela apareça mais vezes, né?
    beeijos enormes!

  9. Olá Nina!
    Gostei de seu espaço…Parabéns!
    Me identifiquei na parte que vc fala que rouba livros na biblioteca…Pensei que eu era a única criminosa…rsrsrs
    abs
    Elaine

  10. Nina

    Outra vez vagueando volto a encontrá-la. Que bom. Gosto do que escreve. Gosto do jeito que escreve que tem um certo Q do meu, franco,ou seria melhor dizer despudorado?
    Meu contato:malicessouza@hotmail.com
    Normalice

  11. Pingback: Comercial de margarina | Sobre Fatalismos

Fale com ela:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s