Sonho de valsa

Odilon Wagner, ator.Fato inegável é que os melhores atores da Globo estão no teatro ou em emissoras concorrentes. Isso explica Eriberto Leão despreparado como protagonista da novela das nove. Rodrigo Faro também saiu dos folhetins de época, entretanto, apesar de sua excelente atuação, nunca passou para um papel de destaque na Globo. Hoje está na Record, colhendo os méritos que lhe são devidos. Murilo Benício, em reapresentação de O Clone, nota-se, evoluiu muito de lá para cá, mas ainda não convence tanto. Ana Paula Arósio acabou de sair. Camila Morgado não teve o contrato renovado. Enquanto os bons estão saindo, nós, telespectadores, ficamos sujeitos a participantes de reality show serem “transformados” em atores da noite para o dia. Assim fica impossível.
Voltei a adquirir o costume de assistir novelas. Da Globo. Inegavelmente, a melhor emissora do ramo. A última que assisti, pasmem, foi Chocolate com Pimenta. Fazia questão. Depois aquele velho roteiro “Leblon-Copacabana-e-adjacências” sendo pouco a pouco substituído pela cultura oriental da Glória Perez não me atraía mais. É possível que eu assista a versão recente de O Astro. E amo de coração as novelas do Gilberto Braga, apesar daquele invariável percurso. Ainda sou a favor do velho mandamento: “desligue a televisão e vá ler um livro”, compensa mais.
Daí que eu estava na sala. Devia ser quinta ou sexta-feira. Desabitada por mim, passei lá apenas para apanhar uma caneta que havia esquecido. E o Faustão no intervalo do jornal, no último volume quase (conseqüência de um pai surdo em casa), anunciando os novos participantes daquela fatigante Dança dos Famosos (que só é uma “experiência incrível” mesmo para quem participa. Assistir aquilo não diverte tanto). Voltei-me à luminosidade extravagante. Olhei precisamente enquanto o rosto do Odilon Wagner passava. Odilon Wagner, Odilon Wagner… Qual foi a última vez que eu o havia visto? É um rosto singular na televisão brasileira. E também muito versátil. Lembro-me de, certa vez, ter dito aqui em casa que preferia ter visto ele fazendo Presença de Anita em lugar do Zé Mayer. Mas o bacana das edições do Dança dos Famosos é que a produção coloca quem você menos espera. Tão cedo eu não iria imaginar que o Odilon participaria. Mas ele estaria lá.
Ninguém em sã consciência e com menos de trinta anos espanta o tédio em pleno domingo com Fausto Silva. Perdi os primeiros acontecimentos, porque me lembro do Odilon no forró e na lambada apenas. E gostei bastante, sobretudo pela expressão e gestos. Agora que voltei a praticar ballet, volta e meia penso nas diferentes particularidades das expressões do Odilon Wagner – e isso é atuar verdadeiramente. Óbvio: sendo ator, expressar-se na dança fica indubitavelmente mais fácil. Por exemplo: ele não foi muito bem na lambada, era notável. Mas Cláudia Raia, que participava do júri naquele fim-de-semana fez-me ver que o rosto diz tudo: “O Odilon tem essa cara de mau”, ela disse, esse é o charme dele (que eu não soube identificar) e eu concordo. E constatei: tô apaixonada pelo Odilon Wagner.
Mas é uma platonice bem cara-de-pau e desmedida mesmo. Sou incapaz de gostar do galã de Insensato Coração, mas o Herson Capri, apesar de interpretar um banqueiro/bandido, parece-me ótimo no auge da sua maturidade. Os anos que se seguiram após 007 deixaram Sean Connery melhor em todos os sentidos, é o meu ator predileto, fora do Brasil. Odilon Wagner tem expressão e postura ímpar – não se encontra em qualquer pessoa – e é um dom, absoluta e absurdamente necessário para quem trabalha com arte.
Considero ótimo que o Odilon tenha “ essa cara de mau”. Atualmente, para quem está “do outro lado da telinha” já podemos distinguir quem atua bem ou não do que render-se ao estereótipo “mocinhos” e “vilões”. É provável que eu não esteja resistindo àquele par de olhos azuis que ofuscam os meus que são verdes, mas quem se importa?
É notável a alegria no rosto dele enquanto dança. Alegria esta que nem a concentração mais precisa consegue dissipar. E fico contente pela felicidade dele, por ter se encontrado na dança – que, no mais das vezes, serve mesmo para isso. E se me permitem um trocadilho infame que julgo acabar de inventar, com licença, pois não tive festa de 15 anos, mas o Odilon é um sonho de valsa. Acaba de sair da “repescagem”, adentrando a reta final do concurso, embalado pelo ritmo do rock, que é dificílimo, portanto, enorme superação. Parabenizo também seu par durante as danças executadas, a belíssima Roberta Appratti que, sobretudo, captou a difícil tarefa de permitir-se ofuscar para não fazê-lo com o artista. Em todas as danças ela deixou claro que o Odilon precisava ser visto, mais do que ela, algo que poucos bailarinos conseguem deixar transparecer. Espero ver o Odilon, adiante, em alguma novela global. Anda fazendo falta. E como.

Anúncios

12 respostas em “Sonho de valsa

  1. Ô, e quem disse que quem tem menos de 30 não se entretém com Faustão? Verdade, é minoria que o faça, mas você conseguiu até escrever tanta coisa que me faz querer assinar embaixo (retweetar, compartilhar o link, tudo a mesma coisa)!
    O Eriberto Leão e a Paola Oliveira não convencem mesmo como protagonistas de novela das nove! Até a Taís Araújo, de quem o povo não gostou muito como Helena metida, convenceu mais. Acho que o o show mesmo de interpretação está com o Leo, a Norma e a que faz a Vitória Drummond e o Herson Capri. Outros personagens também estão muito bem, mas esses quatro estão incríveis! O Herson Capri então, está um vilão muito galã!
    Beijos

  2. Eriberto Leao ganhou o premio de melhor ator em 2010 por Paraiso.É um puta ator. O personagem é que é ruim. E vc faz o que da vida pra julgar um ator com o currrículo dele? Melhor ator coadjuvante em Cabocla e Sinha Moça, por acaso tb? A inveja as vezes é inconsciente.

  3. Eu gosto do Odilon. Como ator, principalmente. Mas também pelo fato de ele não estar mais na flor da idade e mesmo assim careca consiga ser charmoso e ainda me prender com aquele belo par de olhos azuis. E eu tenho um fraco por “caras de mal”.

    Eu tenho mais de 30 e mesmo assim acho um tédio sem fim alguém que se prenda a um Faustão. Mas da Dança dos Famosos eu gosto, já que fiz aulas de dança por quase 2 anos e me pego assistindo e reparando não só na beleza da apresentação, mas também em um ou outro detalhe técnico que o meu pouco conhecimento permite reparar.

    Queria ressaltar que pra dizer a verdade não me lembro precisamente de ver Rodrigo Faro atuando. Eu gostava muito quando quem apresentava aquele programa era o Marcio Garcia, mas confesso que o Rodrigo tem mesmo aquele carisma único, a ponto de me fazer achar que aquele é o melhor programa de pobre da tv aberta atualmente.

  4. Também gosto do Odillon. Lembro de um papel incrível dele, como o “marido gay”, em uma novela do Manoel Carlos. Eriberto Leão também me irrita no excesso de caras e bocas. Parece que ele vai com muita sede ao pote, sempre… é muito exagerado.

    Adorei aqui!

    Beijinhos

  5. Fiquei surpresa quando vi Odilon no meio da galera (vestidos de circo) da dança dos famosos. Muito tempo mesmo que não o via na TV. Uma pena porque acho ele ótimo. Mas, sinceramente, Gilberto Braga não desce. Não consigo gostar das novelas dele. Deve ser meu amor exagerado pelo Silvio de Abreu :P

  6. Há uns anos atrás eu era fanático por novela. Ainda sou um bocado apaixonado pelas coisas que o Manoel Carlos escreve, mas tenho me controlado razoavelmente. Também acho que vou assistir O Astro. Dar um voto de confiança, né?

    E sobre o Odilon, acho ok, mas não imagino outra pessoa fazendo o papel de José Mayer em Presença de Anita. Não mesmo.

  7. Pessoal se rebela às vezes, né? A novela que tá passando agora era horrível, os autores notaram e começaram a dar outro rumo. O Eriberto é morto de lindo, o personagem dele é horrível, aí fica complicado pra qualquer ator. Tive que colocar no google pra saber quem era o Odilon… Entendo demais o que você quis dizer.

    Tô apaixonada pelo Bill, que faz um programa de culinária na tv. (Não sei qual é o canal… é o 34, haha) Aí que o Bill cozinha sorrindo, feliz da vida… E é tão contagiante que eu rio também. Quando ele diz “eu gosto mais de contra filé” sorrindo, eu rio de volta, e penso “nossa, Bill, se você diz, eu acredito”. Desde que eu comecei a ver, tive certeza que queria morar na Australia. (Nunca tinha comentado isso com ninguém… hahaha) Acho que essas pessoas magnéticas do show biz são… incríveis no que fazem! Tomara que o Odilon volte a fazer novelas, em especial sem ser em papel de pai chato.

    Olha o Bill: http://www.youtube.com/watch?v=Dc-4w3DZYC8

    Beijo!

  8. Eu gosto muito desta generosidade que aparece de vez em quando, nos professores dos “famosos”, no quadro, em explorar o companheiro e nao se perder do objetivo primordial de fazê-lo (a) se desenvolver. Isso é o papel do educador. O Odilon estava ótimo no quadro! Torci por ele o tempo inteiro!
    beijocas

  9. Engraçado que agora não consigo me lembrar de nenhum papel do Odilon Wagner na tv, e olha que tô fazendo a maior força. Mas acho também que ele tem cara de mau.
    Estou, como você, me redescobrindo noveleira, acompanhando fielmente Insensato Coração e O Clone, mesmo morrendo de raiva em todas as vezes que o Muril Benício aparece. Que pamonha, meu Deus!
    O Astro eu sinto que vai ser bacana, uma pena que só vou poder acompanhar nesse mês, que estou de férias. Novela das 11h pra quem acorda às 6h e tem um sono maior que a vida é pros fortes!
    Ah, lembrei que vi o Odilon domingo passado dançando rock. Ele foi plantar uma bananeira no final e acabou caindo na hora de descer, me deu uma dó!
    Beijos

  10. Eu sempre tento assistir pelo menos um pouquinho as novelas que se passam aqui em São Paulo, daquele roteirista que não lembro o nome, que escreveu Belíssima e esse outro com a Fernanda Montenegro. Gosto dela também. Mas não sei o que acontece em geral. Atores tão bons, como o Lázaro Ramos e a Camila Pitanga, ficam tão pequenos e mal dirigidos nas novelas.

    Minha mãe e minha irmã adoram Dança dos Famosos, mas eu não consigo assistir por causa do Faustão, que é o apresentador mais irritante da tv brasileira.

  11. Isso me lembra a minha antiga paixão pelo Zé Wilker! Acho que acabou quando ele fez o papel de Giovani em Senhora do Destino porque ele era apaixonado pela Suzana Vieira que eu detesto!
    Eu sei que faz tempo que você postou mas já sabe como é a vida né?
    Achei super legal ele ter te respondido no twitter, isso prova que a cara de mal não passa de atuação!

    beijos

  12. Ah, com certeza! Herson Capri dando um show de interpretação em Insensato Coração!

    Nina, concordo com tudo que você disse sobre o Odilon! Ele é tão cativante que não tem como não se deleitar com a sua presença.

Fale com ela:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s