Tendências suicidas

Agora que a MTV acabou, pude constatar que, até um tempinho atrás, quando Linkin Park (Link Park, whatever) e Evanescence surgiram (ao mesmo tempo em que estavam no auge), havia uma tendência suicida nos videoclipes.
No caso do Linkin Park, tem o clipe da música Crawling, que mostra uma garota que sangra por todos os poros (literalmente), rejeitada pela supremacia norte-americana adolescente. Acompanhem:

Já o Evanescence tem Bring Me To Life. Aqui, Amy Lee, a vocalista, sonha com o próprio suicídio e, sonâmbula, tenta cometê-lo:

Então, não reclamem com a modinha emocore que chegou logo em seguida. Vocês também tem culpa nisso.
Mudando “de pau para barraca”, a rede Globo está aí com essa novela das seis, Jóia Rara, para a qual estou “andando e cagando”, mas parabenizo a excelente trilha sonora só por me ter feito conhecer essa canção:

Daí, lembrei que, em 2010, fizeram uma linda homenagem ao Milton Nascimento – artista brasileiro maravilhoso que dizem ser um “humano que não pertence a esse mundo” – no programa Altas Horas. Olha, se o Miltão é um alien, eu não sei – mas essa fã dele me faz ter orgulho de fazer parte do planeta Terra:

Conclusão? Não sei. Mas, enquanto uns estão se matando, outros estão evoluindo intelectualmente e melhorando cada vez mais o vocabulário. Que inveja da facilidade de se expressar dessa Daniela, viu.

Anúncios

5 respostas em “Tendências suicidas

  1. Estou apaixonada por essa moça! Tudo o que ela faz eu faço o contrário hahaha, sou tão tímida que as palavras não saem. Fico feliz que a vida dela tá caminhando bem (mesmo com as dificuldades da filha, mas do jeito que ela pareceu ser, vejo que nem isso é problema), e espero que ela seja inspiração pra muitos, assim como o Milton é pra ela. Se tem uma coisa que amo é esse expressar-se por um artista, uma música, essa coisa que a gente sente que não tem palavras para definir. Minha linha de pesquisa no futuro será justamente essa: buscar significado pra essas sensações boas que a arte traz, que não cabem no nosso mundo de tão incríveis!
    Não vou falar do resto do post porque ela ocupou todo ele hahaha!
    Beijo!

  2. assim, nem sabia q a MTV estava acabando. outra: nunca vi MTV. aqui no interior, não pega. depois da tv a cabo, eu não liguei p ver tb.
    quanto ao Milton, ele é amor verdadeiro <3

  3. Eu não sabia que a MTV ia acabar. Bem, não vai fazer falta.

    Eu nunca dei atenção pro Milton Nascimento. Meu pai comprou uma coleção dele, daquelas vendidas pela Readers Digest, não sei como escreve, mas ele nunca deu bola praquilo. Ninguém lá em casa ouvia este tipo de música, e os cds foram pro lixo.

    Talvez, agora que eu já tô grandinho, eu dê atenção pra ele.

    Eu queria poder assistir Joia Rara, os figurinos e a iluminação estão lindas, mas o tempo não permite. Nem a vontade, pra ser sincero.

    {http://www.duasgotas.com.br/}

  4. Acompanhei justamente essa época da MTV e concordo com você. Incrível como ninguém critica as reverberações futuras de uma tendência de “funcionou legal” em determinado momento.
    Sobre o Milton, confesso que não sou o melhor apreciador do seu trabalho, mas me impressionei quando o mesmo fez uma participação espetacular em uma canção do Angra, no disco Temple of Shadows.
    É interessante quando esses artistas se fazem presentes em obras – aparentemente – fora de suas zonas de atuação criativas.
    E sim, que bom que as pessoas ainda pensam em evoluir.

  5. Nina,
    Sabe que essa música, Nascente, é muito importante pra mim… Quando eu era criança tinha ela num cd do Beto Guedes (até hoje não sei de quem é essa música, já ouvi tantas gravações, mas acho que é dele mesmo), e era minha música preferida, eu ouvia ela sem parar. Até hoje, não consigo ouví-la sem sentir um arrepiozinho no fundo da alma.
    Sabe aquele sótão que você me ofereceu? Claro que serve, menina!
    Obrigada por sempre passar no meu blog.

    Um beijo!

Fale com ela:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s